Arquidiocese da Paraíba adota cautela e posicionamento reflexivo quanto ao projeto de lei aprovado na CMJP

Igreja mantém decisão das autoridades de saúde e adota postura de reflexão e trabalho conjunto contra a Covid-19

Palácio do Bispo. Foto: Reprodução.

Nesta quinta-feira (04), os vereadores de João Pessoa, aprovaram projeto de Lei, de autoria do Vereador Carlão pelo Bem (Patriota), reconhecendo atividades religiosas, físicas e educacionais como essenciais.

A redação do Portal Gabinete Paraíba esteve entrevistando, nesta sexta-feira (05), um dos representantes da Arquidiocese da Paraíba no Fórum de Diversidade Religiosa da Paraíba, o Seminarista Euclides Franklin.

Na ocasião, procuramos entender qual a postura da Arquidiocese e do Bispo Dom Delson acerca do projeto de lei aprovado na Câmara Municipal de João Pessoa.

Euclides declarou que a Arquidiocese da Paraíba têm mantido uma postura de cautela e muita reflexão com relação ao atual momento em que a Paraíba se encontra, quanto à Pandemia do novo coronavírus.

Euclides Franklin, representante da Arquidiocese da Paraíba no Fórum de Diversidade Religiosa da Paraíba. Foto: Arquivo pessoal.

Ele ainda afirmou que o Bispo não se posicionou a respeito do tema e que a Igreja certamente não irá passar por cima dos Decretos Governamentais já estabelecidos, nos quais está posto que até o dia 10 de março, templos religiosos estarão com acesso restrito apenas aos clérigos e auxiliares, para realizarem as transmissões onlines das missas e cultos, conforme o Comunicado Oficial do Arcebispo à toda Arquidiocese, publicado em 22 de fevereiro do corrente ano.

“O que se pensa enquanto Igreja é se reunir para refletir. O Bispo, por mais que seja soberano, ele não toma decisões sozinho. As reflexões vão surgir. O Conselho junto com ele possivelmente irá se reunir para verificar essa situação, mas a postura que a Igreja no Brasil nos leva a seguir, é que nós continuemos com essa mesma atitude de estar mantendo o isolamento, com as celebrações virtuais. É preciso que tenhamos consciência nesta hora tão difícil, para não perdermos mais vidas.”

Perguntamos também sobre a polêmica que tem ocorrido sobre outros setores estarem abertos, funcionando mesmo com a capacidade reduzida, a exemplo de bares e restaurantes e as igrejas estarem fechadas. Euclides Franklin declarou que a Igreja pede aos fiéis que tenham paciência e que tomem uma atitude de reflexão e cuidado.

“Nós sabemos que não é na Igreja que as pessoas pegam Covid-19. Existe todo um contexto culpabilizando a Igreja, mas nós, enquanto Igreja Católica, precisamos ser exemplo. Isto que está acontecendo é irresponsabilidade da população que não tem se protegido adequadamente. O povo anda sem máscara, tem muita aglomeração, desrespeito às normas sanitárias, então, essas medidas que a Igreja vem tomando, são de cunho protetivo.”

Redação Gabinete Paraíba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s