PROFISSIONAIS DA ENFERMAGEM VÃO ÀS RUAS DE CAMPINA GRANDE EXIGIR APROVAÇÃO DO PISO SALARIAL

Centenas de profissionais da enfermagem realizaram na manhã de ontem, dia 30, carreata pelas ruas de Campina Grande com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a precarização profissional da categoria. O ato faz parte da mobilização nacional para pressionar os congressistas a aprovar o Projeto de Lei 2564, que tramita no Senado Federal, onde institui o piso nacional da categoria e reduz a carga horária para 30 horas semanais. Com o apoio do Sintab e da ASPEN-CG, a carreata ocorreu respeitando os protocolos sanitários e de distanciamento social.

Giovanni Freire, presidente do Sintab, avaliou com sucesso o ato de ontem e disse que o próximo passo da categoria deve ser presencialmente no Congresso: “O Sintab é regional, mas pode ter certeza, se houver mobilização nacional quero contar com no mínimo 1 ônibus de profissionais da enfermagem para ir a Brasília pressionar os deputados. Porque ali é igual a panela de pressão e o fogo tem que ser alto, senão não cozinha ligeiro”.

Os profissionais da enfermagem são compostos por três categorias: enfermeiras, técnicos/auxiliares e parteiras. Embora seja um direito garantido na Constituição Federal, a luta pela aprovação do piso nacional e das 30 horas semanais já completa 3 décadas de negligência no Congresso Nacional. O forte lobby dos hospitais privados faz com que sejam a única categoria da Saúde sem estes direitos regulamentados. Porém, com a situação pandêmica da Covid-19 e a atuação na linha de frente destes profissionais, fez reacender a luta pela valorização profissional da enfermagem e também construir aliados importantes em Brasília.

O senador Fabiano Contarato (REDE) e a senadora Zenaide Maia (PHS) abraçaram a causa da enfermagem nas audiências públicas. Após live em defesa do projeto de lei realizada pelo Sintab com o senador Veneziano Vital (MDB) em maio, os outros senadores da Paraíba, Daniela Riberio (PP) e Nilda Godim (MDB), já se manifestaram positivamente pela aprovação da PL 2564, e garantem interlocução direta com o presidente do Senado Rodrigo Pacheco (DEM).

A presidente da ASPEN-CG, Larissa Ribeiro, explicou que a enfermagem passa por um processo de luta que trouxe visibilidade para a categoria, escancarando as péssimas condições de trabalho e remuneração. “Os enfermeiros e técnicos precisam se submeter a duas, três jornadas de trabalho para fazer um salário. A pandemia escancarou isso. E a luta tem sido fazer os deputados e senadores do Brasil entender que sem a enfermagem não se faz saúde”.

Com expectativa positiva entre a categoria e forte repercussão nacional, a enfermeira de saúde na família Priscila Medeiros convidou os deputados federais da Paraíba e o povo brasileiro a abraçar a causa da enfermagem. De acordo com Priscila, a enfermagem faz parte de todos os momentos da vida e, desde o nascer ao falecer, sempre haverá um enfermeiro, um técnico/auxiliar, uma parteira ao seu lado: “Então valorize a enfermagem e venha para a nossa luta”, disse ela.

Redação Gabinete Paraíba com Ascom / SINTAB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s