[IDOSOS] Vereadora Jô Oliveira leva debate sobre a violência contra a pessoa idosa para a Câmara Municipal

Durante a sessão desta quarta-feira (16), através de propositura da vereadora Jô Oliveira (PCdoB), aconteceu uma tribuna livre com a coordenadora da Pastoral da Pessoa Idosa e da Rede Socioassistencial de Proteção à Pessoa Idosa no município, Rosa Amélia Guimarães, e com a Gerente da Pessoa Idosa da Secretaria Municipal da Assistência Social (SEMAS), Rosimary Torres Guimarães. A propositura faz alusão ao Dia de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, comemorado no último dia 15 de junho.

Rosa Amélia Guimarães, Rosimary Torres Guimarães, Vereadora Jô Oliveira

Como presidente da Comissão Permanente de Defesa dos Direitos da Mulher, do Idoso, da Criança e do Adolescente, dentro da Câmara Municipal, a vereadora trouxe essa discussão para a Casa de Félix Araújo como forma de auxiliar no conhecimento e sensibilização dos demais parlamentares sobre o tema.

Em sua fala, Rosa Amélia destacou o papel da Pastoral do Idoso, que trabalha para educar, evangelizar e resgatar a dignidade da pessoa idosa, com a divulgação e luta pela garantia de seus direitos constitucionais. Ela enfatizou ainda que, na maioria dos casos, quem comete violência contra a pessoa idosa são membros da sua própria família, e que é dever de toda a sociedade garantir os direitos da pessoa idosa, previstos no Estatuto do Idoso. Como proposta, ela pontua que a temática do envelhecimento do idoso deveria fazer parte da grade a ser trabalhada na Educação de Jovens e Adultos (EJA), educando para que haja o respeito e proteção às pessoas idosas, bem como para que sejam agentes na busca pela garantia desses direitos.

Já a Gerente da Pessoa Idosa da SEMAS, Rosimary Torres Guimarães, falou sobre as ações voltadas à pessoa idosa que são oferecidas pela gestão municipal, a exemplo de serviços oferecidos nos CREAS, Centro de Convivência do Idoso, Centro POP, SEMAS e outros órgãos. Rosimary destaca ainda que a pauta do combate violência contra a pessoa idosa deve ter o engajamento de toda a sociedade, e que é preciso pensar em legislações mais rígidas que combatam o problema e punam os responsáveis com mais severidade.

Vereadora Jô Oliveira

Para a vereadora Jô Oliveira, o momento foi importante para que se conheça melhor essa realidade, a partir do olhar de quem trabalha com a problemática, e que se possa, a partir disso, pensar ações e políticas públicas.

“Devemos votar em breve a proposta de LDO, também estamos, enquanto município, em fase de revisão ou criação de outras ferramentas como o Plano Diretor e Plano Plurianual, e é importante que essas ferramentas também incluam a população idosa e as suas demandas. É essencial também, que nós, enquanto Câmara Municipal, possamos estar sensíveis a essa pauta, e que ela seja um compromisso coletivo”, destacou a vereadora.

A violência contra o idoso é um crime previsto na constituição. Em casos como esses, seja violência física, patrimonial, sexual ou psicológica, é possível denunciar pelo Disque 100 (nacional) ou Disque 123 (estadual).

Redação Gabinete Paraíba com Ascom / Vereadora Jô Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s