[REPÚDIO] Sindicato dos Servidores do Cariri lançam nota de repúdio contra Prefeitura de Boqueirão que fez cortes nos salários

O Sindicato dos Servidores Públicos do Cariri Oriental (SINSECAR) lançou na noite dessa última sexta-feira (28) uma nota de repúdio contra a Prefeitura de Boqueirão, devido ao fato da gestão municipal ter feito cortes de 20% no salários dos Servidores Públicos municipais. Segundo o Sindicato, o corte é referente a insalubridade pelo trabalho na pandemia e foi feito sem aviso prévio aos servidores ou qualquer diálogo com a entidade.

Segundo Alexandre Maciel, Presidente do SINSECAR, vários servidores procuraram a entidade no dia de ontem, ao perceberem em seus contracheques o corte do benefício, o representante ainda afirma que o ato da Prefeitura foi arbitrário e que não houve comunicado prévio aos servidores, a entidade ainda denuncia que muitos servidores que já foram vacinados contraíram a Covid-19, o que não justifica o corte da insalubridade da pandemia por parte da gestão, confira:

“Fomos procurados por vários servidores preocupados com essa ação arbitrária e sem nenhuma comunicação prévia. São pais e mães de famílias que mensalmente contavam com esse valor no seu contracheque e não puderam se programar para perder o valor. Além do mais estão cumprindo suas obrigações durante a pandemia, não pararam os atendimentos e mesmos vacinados continuam expostos. Temos vários casos de servidores que tiveram COVID mesmo estando vacinados. Vamos lutar pelo retorno desse direito.”

De acordo com Kaique Henrique, Diretor do SINSECAR, o sindicato convocará todos os servidores municipais que foram prejudicados, a estarem presentes em um ato contra a ação Prefeitura, que ocorrerá na próxima segunda-feira (31), a partir das 7:00hs, à frente da Secretaria Municipal de Saúde.

Confira a nota divulgada pelo Sindicato:

NOTA DE REPÚDIO

Vimos por meio deste repudiar a forma arbitrária e sem nenhum aviso prévio a retirada do valor de 20% referente a insalubridade dos contracheques dos servidores públicos da saúde do município de Boqueirão – PB. No dia de hoje (28) os servidores ao receberem seus vencimentos referente ao mês de maio de 2021 foram surpreendidos pela ausência do valor referente aos 20% de insalubridade que vinham recebendo neste período de pandemia.

Mesmo vacinados, não existe garantia que os profissionais – que devemos registrar não pararam durante este momento de pandemia – não serão infectados pelo COVID-19 e em casos extremos perderem a vida em decorrência da contaminação. Temos vários casos de vítimas que mesmo vacinadas não resistiram ao contágio.

Diante deste momento de calamidade pública conhecido no país e no nosso Estado, e diante do assustador aumento de casos neste município, pedimos esclarecimentos à Secretaria de Saúde do Município e à própria gestão municipal sobre o que motivou esta medida que tanto prejudicou os servidores.

Além do exposto, também pedimos ao Prefeito que receba este sindicato para tratar sobre o PCCR dos profissionais da saúde. Foi uma promessa de campanha assinada pelo gestor eleito e que agora esperamos que seja cumprida. O Sindicato está preparado para debater e construir essa demanda tão almejada e necessária aos servidores públicos.

Secretaria de Comunicação SINSECAR

Confira postagem feita nas redes sociais da entidade:

Redação Gabinete Paraíba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s