[FOGO AMIGO] Pegou mal, pegou muito mal, fala de Alexandre expõe Prefeito e a gestão diante de mais um problema na pandemia

O Vereador Alexandre do Sindicato (PSD), Líder do Governo Bruno Cunha Lima na Câmara Municipal em Campina Grande, conhecido pelos seus posicionamentos políticos polêmicos, além do alinhamento ideológico com o Presidente Bolsonaro, tanto fez que conseguiu ser o assunto mais falado no estado desde o dia de ontem, quando na tribuna da Casa Félix Araújo o mesmo se referiu ao fato de ser avesso a vacinação, ser “negativista” e preferir o tratamento precoce com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada para a Covid, confira a postagem feita pelo Gabinete Paraíba.

“Lamento se a ironia foi mal interpretada”, comentou o Vereador em nota divulgada ainda no dia ontem, para justificar o injustificável, ainda que, segundo ele, “reconhece que o comentário, sem a compreensão do contexto, pode gerar interpretações equivocadas”. 

Acontece que, primeiramente, lamentável é que um Vereador, ainda mais Líder do próprio governo, se utilize de ironias para tratar um assunto tão sério, como a pandemia, após 442 mil mortes em nosso país, com 844 mortes em Campina Grande, além de responsabilizar quem o ouviu pelo conteúdo por ele dito, aonde não cabe interpretações diferentes daquilo que foi claramente falado. Assumir o erro pelo metade, é não assumir as próprias responsabilidades.

O resumo da história é que pegou mal, pegou muito mal para o Vereador, conhecido na legislatura passada como Alexandre de Romero, motivo de orgulho já exposto pelo próprio Vereador, o mesmo acaba mantendo a mesma postura efusiva e muitas vezes questionáveis, com falas absurdas como as de ontem ditas na casa legislativa, para que dessa vez possa também ser reconhecido como Alexandre de Bruno.

No entanto, o Chefe do Executivo municipal, ainda na tarde de ontem, foi a público contrariar o seu próprio líder, na tentativa de amenizar o estrago causado pela fala de Alexandre, afirmando que ela não representava a opinião do Governo e sim apenas do próprio Vereador.

Vereador Alexandre do Sindicato (PSD), Líder do Governo Bruno Cunha Lima na Câmara Municipal. Prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD)

A questão é que para Bruno, também pegou mal, pegou muito mal, numa demonstração clara da falta de alinhamento com a sua base, além de ter que arcar com mais um problema, diante dos vários que estão sendo denunciados sobre a sua gestão durante a pandemia, desde a desorganização no processo de vacinação, enormes filas para atendimento no Pedro I, o número de pessoas vacinadas com CPFs de pessoas falecidas, a disputa com o Governo do Estado sobre os decretos, os questionamentos do Ministério Público sobre o uso de medicamentos não comprovados, entre outros.

Os estrategistas políticos de Bruno estão tendo muito trabalho para conseguir manter uma narrativa convincente de que não há problemas em seu governo, ainda mais quando o fogo parte da sua própria liderança. Caberá a Bruno fazer o cálculo se compensa manter essa mesma herança do Governo Romero ou se definitivamente muda o seu principal interlocutor na Câmara, dando finalmente a sua própria cara a sua bancada, afinal de contas não é mais segredo nos bastidores da política campinense, a insatisfação dos aliados oriundos do antigo Prefeito, que seguem esquecidos na atual gestão.

Redação Gabinete Paraíba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s