Evitai essa “verdade” ou ela te aprisionará

Por Wéverton Correia

Cérebro aprisionado. Imagem: reprodução.

Na última terça (09), por indicação de um amigo muito querido, eu ouvi uma entrevista do podcast Conversa com Bial que teve como convidados o jornalista e escritor, Ricardo Alexandre e o psicólogo e pastor, Caio Fábio.

O tema da entrevista foi “Relações entre Poder Político e Igrejas Evangélicas”. Na ocasião conversaram, entre outras coisas, sobre o significado de um versículo bíblico do Evangelho de João que nos últimos anos se popularizou através de uma boca pouco evangélica: “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo 8.32).

Ouvi este versículo durante toda minha trajetória cristã, seja na igreja, nos círculos de amigos, nos livros e até no curso de Teologia, quando frequentei o Seminário.

Diante disto, quero chamar-lhe a atenção para a palavra Verdade contida neste trecho das Escrituras Neotestamentárias e compará-la aos atos do líder político (será que podemos chamá-lo assim?!) da nação brasileira.

Veja só, dentro do seu contexto etimológico, hermenêutico e histórico, o texto caminha a léguas de distância do significado que lhe é atribuído pelo referido representante político, dito cristão. Para tal constatação, não precisa ser um estudioso da Teologia Cristã.

Neste texto, Jesus estava falando sobre a Verdade, referindo-se a Si próprio, sendo Ele a libertação espiritual das almas. Entretanto, as palavras de Cristo, com muita má fé, foram utilizadas como lema até de campanha política e têm se perpetuado nas declarações e atitudes abomináveis do ignóbil governante do país.

O Presidente chegou a mencionar o texto cristão em seu pronunciamento na ONU e logo após teve a cara de pau de mentir descaradamente diante de vários líderes mundiais.

Mas por que será que os devotados cristãos brasileiros, principalmente aqueles de certos setores ultraconservadores da Igreja Católica e de determinadas denominações evangélicas e neopentecostais, se apegam tanto às “verdades” proferidas pelo inominável?

Por diversas vezes, nos parece que o governante está querendo atribuir a Verdade de João 8.32 a si mesmo. Como sendo ele a revelação dessa Verdade mencionada por Cristo e registrada por São João Apóstolo, em seu Evangelho.

Mas o fato é que submetendo-o ao olhar dos antigos gregos – na língua dos quais o Novo Testamento foi escrito – o mandatário do Brasil tem muito mais características semelhantes à Ἀπάτη (Apate) do que à ἀλήθεια (Aletheia).

Na Mitologia, Apate e Dolos, para os gregos, significavam o engano, a fraude e a mentira, enquanto Aletheia significava a realidade, a Verdade. Vimos nesta semana mais uma constatação deste fato, quando o Presidente que negava as máscaras e as vacinas, passou a “defendê-las”, o que mostra claramente que na sua figura não reside demonstração alguma de verdade ou da Verdade que liberta; por outro lado, ele em sua postura sempre dúbia, leva seus seguidores ao engano e ao fundo do poço da inépcia.

Confesso que fico contristado com a postura daqueles que ainda o acompanham cegamente, pois nos parece que esses já estão aprisionados pela “verdade” que no lugar de libertar, como o texto bíblico menciona, aprisiona e leva à destruição várias vidas como temos visto com os mais de 11.439.558 casos de infectados (as) e com os 277.102 óbitos, tudo culpa da falta de responsabilidade com a pandemia e com a vida dos brasileiros e brasileiras.

Para o pseudólogo-mor brasileiro é necessário que pare de utilizar o versículo cristão em suas falas e como sugeriu seu ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta (DEM), passe a vivê-lo. Não é bacana para um governo mergulhado em Fake News e escândalos se colocar no lugar de paladino da moralidade e da verdade.

É melhor “Jair” se atentando às também bíblicas palavras do livro veterotestamentário, Provérbios 17, versículo 7: “Os lábios eloquentes não ficam bem ao insensato; muito menos a língua mentirosa ao governante.”

Aos seus devotos e seguidores fiéis, abram com pressa vossos olhos e libertem-se da verdade que não liberta, só aprisiona, pois “o diabo é o pai da mentira”, de acordo com o próprio Cristo, que é a real Verdade do texto de João 8.32!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s