[BOA PECHINCHA] Consórcio Nordeste compra vacina com preço mais barato que o Ministério da Saúde

Consórcio de Governadores negociam vacina desde 2020 e saem na frente na negociação

Consórcio Nordeste. Foto: Reprodução.

Os Governadores membros do Consórcio Nordeste estão confiantes e esperançosos que o desfecho da compra do imunizante russo “Sputnik V”, seja concluído nesta sexta-feira (12).

Conforme veiculado ontem (11), os Governadores acordaram com o Gamaleya, laboratório russo, a compra de 39 milhões de doses de vacina.

O Presidente do Consórcio Nordeste, o Governador do Piauí, Wellington Dias (PT), declarou que o Ministério da Saúde comprará o imunizante por um valor bem mais caro, pois não se antecipou na negociação.

Presidente do Consórcio Nordeste, Governador Wellington Dias (PT-PI). Foto: Reprodução.

O Nordeste, por outro lado, saiu na frente, negociando desde 2020 e conseguiu um bom desconto, na base da “pechinca” com o Laboratório da Rússia. Pois é! Em entrevista à CNN Brasil, o Governador do Piauí afirmou que o Consórcio Nordeste pagará US$ 9,95 por cada dose da Sputnik V, adquirindo as 39 milhões de doses enquanto o Ministério da Saúde pagará US$ 13 por apenas 10 milhões de doses.

“Em agosto do ano passado, o presidente do Consórcio na época, Rui Costa (PT), governador da Bahia, teve iniciativa de fazer um memorando de compra para 50 milhões de doses. Mas esbarramos na legislação, que não permitia compra que não fosse pelo Ministério da Saúde. Ficamos aguardando alterações. Agora tivemos a decisão do Lewandowski (ministro do STF) e foi sancionada lei que permite compra descentralizada”, explicou.

O Governador ainda ressaltou que a expectativa dos demais gestores da região é que o contrato deva ser assinado hoje, pois toda negociação formal está concluída. O Ministério da Saúde se comprometeu a pagar pelas vacinas, em reunião nesta quinta-feira, pelo Programa Nacional de Imunização.

“Está previsto para hoje o fechamento dessa compra. O Ministério comprando, ele paga. Não pagando, nós firmamos contratos e pagamos. Mas neste caso vamos dialogar com estados, porque o Brasil tem dificuldade de um estado pagar a despesa do outro. Esse é o ponto onde esbarramos”, destacou o Presidente do Consórcio NE.

Lotes da Vacina Russa ‘Sputnik V’.
Foto: Reprodução.

As negociações entre o laboratório e a Anvisa estão sendo tratadas para que seja aprovado o uso emergencial do imunizante, que apresentou 91,6% de eficácia nos estudos, conforme publicado na revista científica, The Lancet.

Redação Gabinete Paraíba com informações de Uol Notícias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s